Como descobrir problemas de visão em crianças

Como descobrir problemas de visão em crianças

Cerca de 12% de crianças em fase escolar e pré-escolar necessitam usar óculos, porém em alguns casos existe uma dificuldade para a identificação do problema, refletindo no aprendizado em sala de aula. Muitas vezes as crianças que apresentam problema de visão são desatentas e agitadas, por isso, a importância de identificar os sintomas e procurar um médico o mais breve possível.

Quando na família já existe um histórico de problemas de visão, a orientação é de que a partir dos 3 anos de idade, a criança passe a fazer consulta regularmente. No caso dos pais serem míopes ou de possuírem algum outro problema, a criança precisa ser levada logo com 2 anos de idade.

O papel dos professores e dos pais é fundamental para identificar problemas de visão. Os pais devem pedir para que seja feito um teste do olhinho logo que a criança nasce. Com a ajuda de um oftalmoscópio, uma luz é indicada sobre a pupila para observar o reflexo retiniano. Na ausência de reflexo ou em casos de assimetria, o médico deve ser procurado.

É preciso prestar atenção também aos sinais de lacrimejamento constante, sensibilidade à luz, pupilas de cores acinzentadas ou opacas, falta de interesse nas coisas, olhos com secreção e vermelhos. O tombamento da cabeça para um dos lados também pode ser um sinal em crianças mais velhas, bem como dores frequentes na cabeça e nos olhos. Outro sintoma muito comum é esfregar os olhos após um esforço visual e fechar um dos olhos em locais bastante ensolarados.

O uso excessivo de computadores, televisão e vídeo game também podem contribuir para o problema de visão. Ficar mais de seis horas exposto a esses aparelhos, aumenta o risco da criança desenvolver miopia.

Sobre o autor

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *