Cuidados com os olhos: verdades e mentiras que te contaram

Cuidados com os olhos: verdades e mentiras que te contaram

Em nossos dois últimos posts, você pôde desvendar mitos e verdades sobre cuidados com os olhos que todos contam por aí. 

Conheça agora nossas três últimas dicas sobre o assunto, incluindo duas verdades e uma inusitada meia verdade. 

Acompanhe: 

Consumir adoçantes artificiais com frequência pode deixar os olhos mais sensíveis à luz? 

Verdade! Se você tem o costume de utilizar adoçantes artificiais, é bastante provável que sofra com sensíveis à luz.

Isso ocorre pela composição do produto.

Fatores como o uso frequente de determinados antibióticos, medicamentos para controle de pressão e contraceptivos orais, também ocasionar o quadro.

Dê preferência a adoçantes naturais, como o de Stevia, por exemplo, assim é possível cuidar da saúde em todos os aspectos.  

Meia verdade! 

Existem casos de catarata que são hereditários, ou seja, que passam de uma geração para a outra. Contudo, a maioria dos casos está associada ao desgaste do cristalino.

Alguma das causas dessa característica são o avançar da idade, tabagismo, alcoolismo, diabetes e traumas oculares, que podem ocasionar a catarata, mesmo sem o fator genético.

Canetas com raio laser podem cegar?

Verdade! A velha bronca em relação às brincadeiras infantis fazendo uso de raios laser tem fundamento.

Esses pequenos dispositivos que emitem um raio laser podem causar sérios danos à visão, entre eles a cegueira.

É importante saber que a cor dos dispositivos não ameniza ou isenta seu mal.

Independente da tonalidade, todos são prejudiciais à visão, sendo o de cor verde o mais agravante.

Por não serem regulados e possuírem alta potência, mesmo se tratando dos mais simples, ao serem direcionados para os olhos, esses raios podem atravessar a córnea e o cristalino, chegando à retina.

Ao entrar em contato com a retina, esses aparentemente inofensivos raios provocam queimaduras e, em alguns casos, a cegueira.

Dessa forma, é possível inteirar-se sobre os danos causados e estado real da sua visão, prevenindo e tratando possíveis complicações futuras.

Gostou dessas dicas?

Não esqueça de compartilhá-las com os amigos e familiares que também precisam dessas informações.

+ Tremor nos olhos: causas, perigos e o que fazer ao sentir

Sobre o autor

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *