Hipermetropia: Saiba o que é e quais são os principais sintomas 

Hipermetropia: Saiba o que é e quais são os principais sintomas 

A visão é um dos principais sentidos para sobrevivência do ser humano. No entanto, nem sempre esse sentido funciona corretamente em todas as pessoas, o que ocasiona diversos desafios para quem os possui.

É o caso da hipermetropia.

Os sintomas da hipermetropia tendem a prejudicar a qualidade de vida das pessoas e, por isso, é tão importante identificá-los e corrigi-los o quanto antes possível.

Mas como identificar esta condição?

Acompanhe nosso post a seguir e saiba como identificar a hipermetropia por meio dos principais sintomas, além das causas e tratamentos recomendados.

O que é hipermetropia e como identificar seus sintomas no dia a dia?

Para iniciar, é importante que você saiba que a hipermetropia é uma condição em que as imagens captadas pelos olhos formam-se atrás da retina, ao invés do centro (mácula).

Essa característica ocasiona a dificuldade de enxergar objetos que estão perto, no entanto, não difere a qualidade da visão para o que está distante.

Por exemplo: é bastante comum pessoas com hipermetropia se depararem com dificuldade para ler embalagens de produtos e/ou ler livros.

Isso faz com que o cérebro encontre dificuldade em processar as imagens da maneira adequada, gerando diversos sintomas. Tais como:  

Sensação de olhos cansados e pesados;

Vermelhidão nos olhos e lacrimejamento;

Dores de cabeça recorrentes;

Dificuldade em se concentrar;

Em casos mais avançados é possível deparar-se ainda com a vista embaçada, inclusive para objetos distantes, além de próximos.

Quais são as causas da hipermetropia? É possível corrigi-la?

Geralmente, suas causas são hereditárias e a dificuldade de enxergar pode ocorrer pela distância mais curta entre a pupila e a retina (Hipermetropia Axial) ou então por córnea em formato mais plano (Hipermetropia Refrativa). 

A boa notícia aos que sofrem com essa condição é que ela pode ser corrigida por meio de métodos simples, como por exemplo, com o uso de óculos de grau ou lentes de contato, ou ainda, em alguns casos, a possibilidade de correção através de uma cirurgia com capacidade refrativa (Lasek, PRK ou Lasik)

Importante!

Nem todas as pessoas que possuem a condição estão aptas a realizar a cirurgia, sendo indicada pelo oftalmologista.

Se você acredita ou suspeita que tem hipermetropia, procure o quanto antes a confirmação de um oftalmologista, assim é possível obter um diagnóstico preciso, para encontrar as melhores formas de tratamento.

Gostou da dica?

Compartilhe conosco sua opinião nos comentários!

Se tiver um familiar ou conhecido que se enquadre nesses sintomas, não deixe de compartilhar com ele esse artigo. Lembrando sempre que a busca por profissionais oftalmologistas é indispensável para manter a saúde dos olhos sempre.

E não se esqueça: ao precisar de óculos com as melhores marcas, estilos e acabamentos, conte com a Optiluz

Sobre o autor

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *