Relação entre inteligência e problemas de visão

Relação entre inteligência e problemas de visão

Provavelmente você já ouviu aquela história que diz que gente inteligente usa óculos.

Mas será que é verdade?

Um artigo científico publicado pela revista acadêmica Nature Comunication comprovou que pessoas com o maior desempenho cognitivo, um tipo de inteligência, possuem 28% de chances a mais de apresentar problemas de visão.

Os resultados mostraram a existência de relações genéticas entre a função cognitiva como memória, raciocínio, percepção, atenção, entre outras capacidades e uma série de problemas de saúde, incluindo os de visão.

A pesquisa foi realizada em uma colaboração internacional entre diversos pesquisadores e analisou o DNA de mais de 300 pessoas. O objetivo do estudo era encontrar no DNA dos indivíduos analisados um gene que influenciasse o desenvolvimento do processo cognitivo. Entre esses genes, alguns também influenciam a visão e estão relacionados à saúde do corpo.

inteligência e óculos

O termo “desempenho cognitivo” refere-se a uma capacidade do cérebro ligada a pontos como atenção, velocidade de processamento, aprendizado, memória, fluência verbal e outros processos.

É um termo mais amplo e que não foca na inteligência lógica bruta. Essa capacidade é persistente ao longo da vida a partir da infância. Indivíduos com maior função cognitiva tendem a viver mais e ser menos carentes.

A pesquisa também indicou que a capacidade cognitiva pode afetar a saúde do indivíduo, principalmente a cardíaca e mental. Além da pessoa ter maior propensão  a desenvolver câncer de pulmão, pressão alta e osteoartrite (caracterizada pela degeneração das cartilagens dos ossos). Em relação à saúde mental, pessoas com melhor função cognitiva são menos propensas a sofrer de depressão.

Todas essas relações analisadas pelos pesquisadores são apenas estatísticas e correlações, não são regras. Isso significa que a capacidade cognitiva de uma pessoa não afeta necessariamente a saúde dessa e nem que ela terá problemas de visão.

O principal benefício da pesquisa é dar base para estudos sobre os meios que contribuem para a hereditariedade da função cognitiva.

 

Sobre o autor

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *