O que são as manchas flutuantes que enxergamos?

O que são as manchas flutuantes que enxergamos?

A percepção de manchas pequenas ou uma espécie de nuvens movimentando-se dentro do campo de visão formam as chamadas “moscas volantes”. Normalmente isso é visto quando se olha em uma parede branca ou céu azul. Essas moscas são pequenos grumos de gel ou células dentro do corpo vítreo, o fluido gelatinoso, que preenche o interior do olho. Isso dá a impressão de estar diante do olho, mas de fato estão flutuando lá dentro.

Uma causa muito comum de moscas volantes é o descolamento do vítreo posterior, o qual pode acontecer um processo degenerativo relacionado ao envelhecimento. Ao se afastar da parede posterior do olho, o gel vítreo provoca o que conhecemos como descolamento do vítreo posterior. Esse deslocamento ocorre com maior regularidade nas pessoas míopes, pacientes submetidos à cirurgia de catarata ou à aplicação de laser YAG após a cirurgia de catarata e aqueles que sofreram algum tipo de inflamação ocular.

Esse problema torna-se mais frequente à medida que envelhecemos. Pode causar uma certa apreensão, principalmente se surgem de repente. As moscas volantes podem atrapalhar a clareza da visão, o que pode ser bastante desconfortável, especialmente quando se está lendo, mas não ocasionarão nenhum problema de maior gravidade. Movimentar os olhos para cima e para baixo, pode ajudar a afastar as moscas volantes do campo de visão que, com o passar do tempo, deixarão de ser tão perceptíveis. Em situações de maior gravidade, que tenham evoluído para um descolamento de retina, o tratamento possivelmente será uma cirurgia a ser realizada o mais rápido possível para evitar um maior comprometimento da visão.

Sobre o autor

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *