Visitas periódicas ao oftalmologista: Entenda a importância dessa prática

Visitas periódicas ao oftalmologista: Entenda a importância dessa prática

O questionamento sobre a relevância das visitas periódicas ao oftalmologista pode ser extremamente perigoso à saúde dos olhos: confira o porquê!

Segundo um levantamento realizado pela SOB (Sociedade Brasileira de Oftalmologia), o número de brasileiros que não enxerga já ultrapassa o número de 1,2 milhões.

A OMS (Organização Mundial de Saúde) levantou, também, que cerca de 80% dos casos de cegueira em todo o mundo poderiam ser evitados com visitas periódicas ao oftalmologista.

Números realmente alarmantes. Não é mesmo?

Infelizmente, ainda é comum acreditar que a visita ao oftalmologista só deve ser realizada em casos de sintomas graves em relação à saúde dos olhos, ou mesmo para pessoas que utilizam óculos.

No entanto, no que diz respeito à prevenção e saúde ocular isso não é uma verdade.

Por isso, trouxemos hoje motivos que você precisa conhecer e pelos quais deve fazer visitas periódicas ao médico oftalmologista.

Visitas frequentes ao oftalmologista: Por que fazê-las?

A maioria das pessoas sabe que o oftalmologista é o profissional responsável pela saúde dos nossos olhos, que identifica problemas da visão, tais como:

  • Hipermetropia;
  • Glaucoma; 
  • Astigmatismo;
  • Miopia; 
  • Catarata e outros. 

 

O oftalmologista consegue avaliar, identificar previamente e tratar problemas relacionados ao canal lacrimal, pálpebras entre outros na região dos olhos.

Ao realizar visitas frequentes ao oftalmologista, você ainda pode receber a recomendação adequada sobre o uso de colírios e a identificação imediata da necessidade de fazer uso de lentes corretivas, para tratar quaisquer problemas.

Além disso, você contará ainda com tratamento e recomendações prévias a respeito de problemas graves da visão, os quais poderiam causar maiores complicações, se descobertos em estágio avançado.  

Com que frequência devo ir ao oftalmologista para assegurar a saúde dos meus olhos?

Para aqueles que apresentam sintomas como:

  • Visão turva;
  • Dificuldades para enxergar;
  • Vermelhidão nos olhos; 
  • Dores de cabeça frequentes. 

A visita deve ser imediata.

Se nenhum dos sintomas for identificado, adultos (que não utilizam óculos ou lentes) devem consultar esse profissional uma vez ao ano no mínimo, para uma checagem preventiva e geral.

Principalmente tendo em vista que diversos problemas de saúde que acometem os olhos não apresentam sintomas iniciais, como é o caso do glaucoma, por exemplo. 

Se já existe algum problema de visão de seu conhecimento 

Para as pessoas que já apresentam problemas de visão, a visita ao profissional oftalmologista deve acontecer, sem falta, no período de seis em seis meses.

Para pessoas com mais de 40 anos a recomendação é a mesma.

Isso porque a partir dessa idade, é comum que sintomas da presbiopia (vista cansada) comecem a aparecer e nas consultas, o oftalmologista pode indicar os melhores tratamentos para retardar a evolução dessa doença. 

Bebês e crianças devem realizar visitas periódicas ao oftalmologista?

Visitas periódicas ao oftalmologista com bebês e crianças. Foto: romanzaiets - freepik

Essa pergunta é recorrente e a resposta para ela é sim!

Geralmente, pais ou responsáveis só levam crianças ao oftalmologista quando os pequenos apresentam ou se queixam de alguma dificuldade em enxergar.

No entanto, tão importante quanto a realização dessa consulta para adultos, é também para as crianças.

Recém-nascidos geralmente passam pelo teste do olhinho (do reflexo vermelho) logo quando nascem, para que problemas congênitos (como o glaucoma) sejam identificados.

Problemas causadores de cegueira também são identificados nesse teste, como é o caso do retinoblastoma, por exemplo.

Se feitos logo depois do nascimento da criança, a mesma deve retornar ao oftalmologista a partir dos cinco anos e então dar sequências às visitas anualmente.

Se algum problema ou queixa for posta em evidência em relação à vista dos pequenos, esse profissional deve ser procurado imediatamente, mesmo antes dessa idade.

Veja também: 6 dicas para acertar na escolha dos óculos infantis

Melhor idade x visitas ao oftalmologista

Na melhor idade, as consultas ao oftalmologista devem ser realizadas com maior frequência.

Isso porque a degeneração macular, bem como a catarata e outras doenças, costumam ser muito mais recorrentes nessa faixa etária.

Grupos de pessoas que devem estar sempre em alerta em relação à saúde dos olhos realizando visitas frequentes ao oftalmologista, são:

  • Diabéticos;
  • Hipertensos.

Essas doenças são grandes acarretadoras de lesões à retina. 

Veja ainda: Dificuldade para ler? Saiba como resolver a síndrome do braço curto

Assim como qualquer especialidade médica, o ideal é que seja mantida uma regularidade nas consultas, para que dessa forma, quaisquer complicações sejam identificadas no início e tratadas da melhor maneira possível, garantindo a saúde e a qualidade de vida em todas as fases.

Gostou das dicas?

Quais dessas informações você ainda não conhecia e achou de grande relevância? 

Compartilhe conosco nos comentários! 

Sobre o autor

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *