Catarata: quais os sintomas e como tratar

Catarata: quais os sintomas e como tratar

Segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), pelo menos 47% dos casos de cegueira no mundo são consequentes da catarata. Esse problema de visão, que pode ser adquirido ao longo da vida ou ter origem congênita, é muito comum e, infelizmente, nem sempre é diagnosticado precocemente.

Seja como for, não se deve subestimar a doença. Por isso, preparamos este post sobre os principais sintomas e como se dá o tratamento. Para saber mais, continue a leitura!

O que caracteriza a catarata?

Em resumo, a catarata é a perda de transparência do cristalino. Consequentemente, ele se torna opaco e isso compromete a capacidade visual. Sendo assim, se não tratado o quadro, a pessoa atinge o estado de cegueira.

Normalmente, a catarata atinge pessoas com mais idade, acima dos 60 anos. Contudo, como dito no anteriormente, pode ser um problema congênito, decorrente de doenças como sífilis e toxoplasmose.

Além disso, a doença também pode ser causada devido a diabetes, uso indevido de colírios, efeitos colaterais de medicamentos ou traumas no olho derivados de acidentes.

Quais os sintomas da doença?

Antes de mais nada, é preciso dizer que a catarata pode acometer um olho (unilateral) ou ambos (bilateral). Se ocorrer o último caso, não necessariamente os dois olhos estarão em um mesmo grau de turvação.

 

Catarata: quais os sintomas e como tratar. Foto/Reprodução: Bill Oxford no iStock

 

Como na maioria das vezes a catarata não pode ser vista a olho nu, já que atinge o cristalino, os sintomas podem passar despercebidos. No entanto, entre eles, podemos citar:

  • Visão embaçada (como se houvesse uma névoa em frente ao olho);
  • Sensibilidade à luz;
  • Visão duplicada de objetos;
  • Cores enxergadas com menos contraste;
  • Se o paciente tiver miopia, com a catarata, o quadro tende a piorar;
  • Variação constante do grau dos óculos;

Por fim, vale lembrar que esses sintomas tendem a se agravar conforme a doença avança, por isso, ao menor sinal, recomenda-se procurar um profissional.

O oftalmologista irá realizar uma série de exames minuciosos para verificar se existe alguma alteração. É comum, inclusive, que a pupila torne-se branca, como decorrência da opacidade do cristalino.

Qual o melhor tratamento para catarata?

Logo após identificada a catarata, o único tratamento possível é a cirurgia para reversão do quadro. Inclusive, este é o procedimento cirúrgico mais realizado pelos médicos oftalmologistas.

Sendo assim, trata-se de uma cirurgia simples (para quem realizada), ainda que seja de alta complexidade. Graças aos avanços da tecnologia, o procedimento é rápido e consiste na retirada do cristalino. Em seguida, é feita a substituição dele por uma lente intraocular, que executará a mesma função no globo ocular.

 

Catarata: quais os sintomas e como tratar. Foto/Reprodução: Kateryna Kukota no iStock

 

Como resultado, a luz passará sem nenhuma interrupção por esse implante e a visão voltará ao normal.

Contudo, ainda que essa cirurgia seja minimamente invasiva (a incisão é de aproximadamente 2mm), ainda possui riscos. Portanto, o mais indicado é contar com o trabalho de um profissional qualificado e de referência na área.

Outro ponto a ser considerado é que a cirurgia raramente é bilateral. Isso porque, os oftalmologistas costumam fazer um olho primeiro, observar o resultado final e, só então, operar o outro. Dessa forma, se houver a necessidade de um ajuste, por exemplo, poderá ser feito da melhor maneira possível.

Atente-se a qualquer sinal

Agora que você já conhece os principais sintomas da catarata e sabe que as consequências do quadro são expressivas, lembre-se de ficar sempre atento. Ao menor sinal, procure um médico oftalmologista e garanta sua saúde ocular.

 

O que achou deste post? Deixe sua opinião nos comentários, pois nós da Optiluz adoraríamos saber!

Aproveite e compartilhe este post nas redes sociais! Afinal, mais pessoas precisam conhecer sobre esse problema que afeta milhões no mundo todo.

Sobre o autor

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *