Cirurgia refrativa: tire as suas dúvidas sobre o procedimento

Cirurgia refrativa: tire as suas dúvidas sobre o procedimento

Talvez o termo “cirurgia refrativa” seja novo para você. Algumas pessoas, inclusive, costumam chamar o procedimento de “cirurgia de correção de grau”. No entanto, o objetivo com ela é o mesmo: corrigir erros de refração nos olhos e/ou eliminar a necessidade do uso de óculos de grau.

Seja como for, essa cirurgia está cada vez mais popular, mesmo que poucas pessoas saibam de fato do que ela se trata e como é realizada. Então, por isso, preparamos este post com as dúvidas mais frequentes sobre cirurgia refrativa. Continue a leitura e descubra!

Para que serve a cirurgia refrativa?

Como já dissemos anteriormente, ela corrige alguns problemas na visão, que estão relacionados à refração, ou seja, miopia, hipermetropia e astigmatismo. Logo, se o intuito da pessoa é resolver o quadro (ou pelo menos diminuí-lo), opta-se pelo procedimento.

Qualquer pessoa pode se submeter ao procedimento?

Definitivamente não. Além, é claro, de apresentar o problema, o paciente precisa possuir algumas outras características e especificidades, como:

  • Ter mais de 18 anos;
  • Apresentar um grau estabilizado por pelo menos 12 meses;
  • Não apresentar nenhuma doença relacionada à visão, como ceratocone, herpes ocular, entre outras, ou autoimune.
  • Não ser gestante ou lactante;

 

Cirurgia refrativa: tire as suas dúvidas sobre o procedimento. Foto/Reprodução: robertprzybysz no iStock

 

A cirurgia refrativa é feita com laser?

Sim, ao todo, são três tipos do procedimento:

Lasik

Nela, o laser é aplicado na camada mais interna da córnea e modifica o formato da estrutura para resolver o problema. Em resumo, trata-se de um corte na córnea e é indicada para pacientes com um grau de miopia que varia entre 4 e 9 graus.

Neste tipo de cirurgia refrativa, não é necessário dar pontos ou fazer curativos.

PRK

É a forma mais antiga do procedimento e menos realizada. Ao invés de cortar um pedaço da córnea, o laser raspa-a.

Ao contrário da Lasik, nessa o pós-operatório é mais difícil e requer o uso de uma lente própria para ajudar na cicatrização e aliviar possíveis dores.

Lasek

Este tipo de cirurgia se dá através da criação de um novo “pedaço” da córnea, que remodela a estrutura com problemas.

Assim como a PRK, essa cirurgia também tem um pós-operatório mais exaustivo e requer repouso total, além de bloqueio de qualquer luz que possa atingir diretamente os olhos. 

É preciso ficar internado após a realização da cirurgia?

 

Cirurgia refrativa: tire as suas dúvidas sobre o procedimento. Foto/Reprodução: bojanstory no iStock

 

Não. O procedimento em si dura entre 10 e 17 minutos apenas e não é necessário tomar anestesia geral para ele, ou seja, é aplicado apenas uma anestesia tópica (colírio) nos olhos.

Como a cirurgia é a laser, ela é muito rápida. Inclusive, a correção em si leva apenas alguns segundos e pode ser considerada muito simples (para profissionais especializados, obviamente). 

Depois de realizada a cirurgia, os óculos de grau tornam-se desnecessários?

Depende. Nem sempre a cirurgia refrativa consegue corrigir todo o problema (principalmente se o grau do paciente é muito alto) e os óculos de grau continuam sendo necessários.

Em alguns casos, pode haver também o reaparecimento da miopia, astigmatismo ou hipermetropia, no entanto, isso é raro. Normalmente, quando ocorre, deve-se ao fato de que o grau não estava estabilizado quando a cirurgia foi realizada.

Mas, devemos salientar que, na maioria das vezes, a cirurgia é 100% eficaz e pode transformar a qualidade de vida da pessoa que a realiza.

Como é o pós-operatório da cirurgia refrativa?

Nos procedimentos do tipo PRK e Lasek, o pós-operatório, como citamos, é mais complicado, pois não pode haver exposição alguma à luz e dores no local podem ser mais frequentes. Além disso, a visão pode demorar até uma semana para voltar realmente ao normal.

Já na cirurgia Lasik, nos primeiros dias após a realização do procedimento, é normal que os olhos fiquem mais sensíveis à luz e que o paciente sinta certo desconforto no local. Contudo, esses sintomas podem ser aliviados com o uso de óculos de sol, que protegem os olhos da luz.

Inclusive, se você está à procura de óculos, sejam solares ou de grau, de qualidade, então está no lugar certo. Aqui na Optiluz trabalhamos apenas com modelos extremamente confiáveis, de marcas renomadas no mercado. Sendo assim, visite uma de nossas lojas e aproveite para conhecer as nossas opções de óculos!

Já que está aqui, que tal seguir a gente nas redes sociais? Assim, fica por dentro de todas as novidades em primeira mão!

Sobre o autor

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *